top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Ele está voltando




“Amados, já é esta a segunda carta que vos escrevo; em ambas as quais desperto com admoestações o vosso ânimo sincero; para que vos lembreis das palavras que dantes foram ditas pelos santos profetas, e do mandamento do Senhor e Salvador, dado mediante os vossos apóstolos; sabendo primeiro isto, que nos últimos dias virão escarnecedores com zombaria andando segundo as suas próprias concupiscências, e dizendo: Onde está a Promessa da sua vinda? porque desde que os pais dormiram, todas as coisas permanecem como desde o Princípio da Criação. Pois eles de propósito ignoram isto, que pela Palavra de Deus já desde a antiguidade existiram os céus e a terra, que foi tirada da água e no meio da água subsiste; pelas quais coisas pereceu o mundo de então, afogado em água; mas os céus e a terra de agora, pela mesma Palavra, têm sido guardados para o fogo, sendo reservados para o dia do Juízo e da perdição dos homens ímpios. Mas vós, amados, não ignoreis uma coisa: que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia.” (2 Pedro 3:1-8)

As zombarias a que Pedro se refere já estão por toda parte. Gostam de afirmar que não haverá dia do Juízo, que não haverá julgamento, e que céu e inferno são aqui mesmo; falam que não existe mais nada além disso. Mas até essa atitude, essas afirmações vemos que é a Palavra se cumprindo, portanto, sabemos que são pessoas perdidas, e já de antemão condenadas ao sofrimento e morte eterna. Mas nós permanecemos firmes olhando para o Senhor, pois sabemos que, em breve, Ele voltará, e aí sim acontecerá o dia do Juízo, e os que não creram se desesperarão, mas será muito tarde, pois nesse momento não haverá mais lugar para arrependimento. O fato de já terem passado mais de dois mil anos que Jesus afirmou, nos garantiu a sua volta não quer dizer que Ele esteja atrasado ou que tenha falhado, ou que não acontecerá. Temos que entender que Ele é o Senhor e se move na eternidade, e nós, humanos, no tempo, que são totalmente diferentes um do outro. Na eternidade mil anos é como um dia, e um dia como mil anos, portanto, para o Senhor, é como se houvesse somente dois dias que Jesus estava aqui e nos dando a Promessa, mas sabemos que no momento certo acontecerá. Nós, como cristãos, devemos aprender, buscar conhecimento, sabedoria do alto para que possamos discernir o mundo espiritual.

“O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; porém é longânimo para convosco, não querendo que ninguém se perca, senão que todos venham a arrepender-se. Virá, pois, como ladrão o dia do Senhor, no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se dissolverão, e a terra, e as obras que nela há, serão descobertas. Ora, uma vez que todas estas coisas hão de ser assim dissolvidas, que pessoas não deveis ser em santidade e piedade, aguardando, e desejando ardentemente a vinda do dia de Deus, em que os céus, em fogo se dissolverão, e os elementos, ardendo, se fundirão? Nós, porém, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e uma nova terra, nos quais habita a justiça.” (2 Pedro 3:9-13). Não podemos nos enganar, temos sempre que nos lembrar das palavras do Nosso Senhor Jesus Cristo, que nos alertou inúmeras vezes sobre a sua volta, que será sem aviso ou sinal, e, quando menos se esperar, Ele voltou. Veremos tudo se destruir, tanto no céu como na terra, veremos as estrelas caindo, sol, lua, tudo se desfazendo, maremotos, tsunamis, terremotos, veremos desespero e muita destruição. Por isso não adianta ficarmos preocupados com coisas materiais, pois tudo será destruído, e então veremos os mortos ressuscitarem, as pessoas que já faleceram que eram verdadeiramente cristãs, que viviam em conformidade com o Evangelho, serão as primeiras a ressuscitarem, e todos as verão subirem e irem ao encontro de Jesus no alto. E logo em seguida as pessoas que estiverem vivendo na prática do Evangelho, que no dia estiverem aqui ainda vivas, subirão em vida logo em seguida ao encontro do Senhor. E não mais haverá dores ou sofrimento, viverão em constante abundância por toda a eternidade. Não estamos falando de lendas ou histórias, mas sim do futuro, de algo que inevitavelmente acontecerá, independentemente das nossas vontades, pois uma coisa é certa: o fim virá, por isto, se somos inteligentes, buscamos o Senhor, nos rendemos a Ele, para que aquele grande dia não nos pegue desprevenidos e depois sejamos lançados no sofrimento eterno. Ainda podemos nos salvar, esse é o momento, voltemo-nos para Cristo, pois com certeza Ele está voltando, e então, o que espera? “Pelo que, amados, como estais aguardando estas coisas, procurai diligentemente que por Ele sejais achados imaculados e irrepreensível em paz; e tende por salvação a longanimidade de nosso Senhor; como também o nosso amado irmão Paulo vos escreveu, segundo a sabedoria que lhe foi dada; como faz também em todas as suas epístolas, nelas falando acerca destas coisas, nas quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem, como o fazem também com as outras Escrituras, para sua própria perdição. Vós, portanto, amados, sabendo isto de antemão, guardai-vos de que pelo engano dos homens perversos sejais juntamente arrebatados, e descaiais da vossa firmeza; antes crescei na Graça e no Conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A Ele seja dada a glória, assim agora, como até o dia da eternidade.” (2 Pedro 3:14-18).

Leiam e pratiquem a Bíblia, mais especificamente o Novo Testamento.

Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page