• Pr. Henrique Lino da Silva

DURO DISCURSO


“Muitos, pois, dos seus discípulos, ouvindo isto, disseram: Duro é este discurso; quem o pode ouvir?” (João 6:60)

          Jesus, quando pregou, ensinou que Ele era a única solução, o único alimento, que fora Dele não existia nada, e os próprios discípulos o criticaram. Quando Jesus disse que Ele era o Pão que desceu do céu, que a sua carne era alimento e que quem não comesse da sua carne não teria parte com Ele, não teria salvação, muitos dos discípulos se recusaram a continuar ouvindo. Mas, antes de criticar esses discípulos daquela época, devemos nos criticar, devemos criticar os supostos discípulos da atualidade, pois Jesus continua falando a mesma coisa. Ele não mudou o discurso, porém as pessoas continuam não querendo ouvi-lo. Querem um outro discurso, mais ameno, querem ouvir mentiras de pregadores profissionais, querem o engano do diabo, e não a Verdade; não querem o alimento verdadeiro. Jesus é o Verbo, é a Palavra, e Ele nos fala que, se não nos alimentarmos de sua carne, não teremos parte com Ele. Alimentar-se de Jesus, comer a sua carne é viver em obediência total a Ele, é praticar a sua doutrina. Alimentar-se de Jesus é viver de acordo com as suas determinações, e não ficar choramingando bênçãos, ficar pedindo conforto e regalias aqui, mas é pegar a nossa cruz e caminhar. É saber que a Promessa é de vida eterna e não de riquezas e bênçãos infinitas aqui, é se esforçar para passar pela porta estreita. Não ficar buscando Jesus em prol de realizações aqui, mas se esforçar por obedecer-lhe em todas as circunstâncias; não viver em busca de felicidade aqui, mas saber que a verdadeira felicidade a teremos quando estivermos vivendo para sempre ao seu lado. “Sabendo, pois, Jesus em si mesmo que os seus discípulos murmuravam disto, disse-lhes: Isto escandaliza-vos? Que seria, pois, se vísseis subir o Filho do homem para onde primeiro estava?” (João 6:61-62). Quando nos recusamos a praticar a doutrina de Jesus, quando procuramos mudá-la, transformar Jesus em um Jesus bonzinho, então estamos escarnecendo Dele, não estamos crendo que Ele é o Filho de Deus, que Ele é o Salvador, porque, se cremos que Ele é Deus, sabemos que temos somente que obedecer-lhe, e não tentar nos justificar ou o contradizer. Quando assim procedemos, estamos assumindo que não o aceitamos, que o recusamos, portanto, estamos fazendo a escolha errada, e com certeza iremos para a vergonha, desonra e morte eterna. Temos que saber que quem não aceitar a doutrina de Jesus, quem não comer da sua carne será enviado para o sofrimento eterno por Ele. Quando não obedecemos a seu Evangelho, estamos recusando a sua carne, estamos recusando-o.

 “O espírito é o que vivifica, a carne para nada aproveita; as palavras que eu vos digo são espírito e vida. Mas há alguns de vós que não creem. Porque bem sabia Jesus, desde o princípio, quem eram os que não criam, e quem era o que o havia de entregar.” (João 6:63-64). Temos que compreender que a nossa carne, nossos desejos, nossas emoções de nada servem, a não ser para nos conduzir para longe do Senhor, nos levar para o sofrimento eterno. Quando ficamos preocupados em satisfazer os nossos desejos carnais, estamos longe do Senhor, por mais que estejamos citando o seu Nome que é Santo para sempre amém. Não importa se vamos a templos denominacionais, se ofertamos, se rezamos, oramos, se participamos de campanhas, ou se andamos com uma Bíblia debaixo do braço, o que importa é a nossa sinceridade, nosso amor para com o Senhor, porque se vamos somente para pedir alguma coisa, não estamos amando, mas estamos tentando usá-lo, porque, a bem da verdade, a única coisa que deveríamos pedir seria socorro espiritual, força e crescimento espiritual. Jesus sabia quem era o traidor e sabe quem são os traidores desta geração. Ele conhece tudo muito bem, sabe quem são os religiosos, os hipócritas, os mentirosos, os que falam o seu Nome, mas vivem no mundo e para o mundo. Todos os que não praticam a Palavra de Deus, apesar de conhecê-la, são os traidores de Cristo, são comparsas de Judas Iscariotes, porque, assim como Judas, que sabia quem era Jesus e mesmo assim o traiu, o entregou, todos os que recusam o seu Evangelho fazem a mesma coisa. “E dizia: Por isso eu vos disse que ninguém pode vir a mim, se por meu Pai não lhe for concedido.” (João 6:65). Mas a Palavra de Cristo é dura e continua sendo dura para esses que não o conhecem, para esses que não foram chamados, pois quem foi chamado, quem é ovelha conhece a voz do seu Pastor e lhe obedece. Jesus é o nosso Pastor, e todos os que se recusam a segui-lo são os que não foram chamados, escolhidos pelo Pai, esses não têm parte no Reino, e as suas vidas se resumem ao que aproveitarem neste mundo, porque depois lhes está reservado o sofrimento eterno. Pessoas que não aceitam, que questionam o Evangelho, ou que tentam mudá-lo para agradar outros são os que a Palavra chama de bodes que estão destinados à matança. “Desde então muitos dos seus discípulos tornaram para trás, e já não andavam com Ele. Então disse Jesus aos doze: Quereis vós também retirar-vos?” (João 6:66-67). Este versículo, que não é por acaso, é o número 66 do capítulo 6, que junto mostra a cara da besta que é o número 666. Foi aí que muitos, a maioria dos discípulos de Jesus, o abandonaram, ficando somente os doze, e mesmo assim veremos que Jesus ainda questiona os doze se eles também não querem ir, abandoná-lo também. Jesus foi abandonado porque esses discípulos se recusaram a ouvir a Verdade, não aceitaram o Evangelho, assim como há muitas pessoas que abandonam pregadores, templos, mudam de canal, deixam de ler a mensagem, a Bíblia, porque acham dura a Palavra de Deus. Mas, creiam, Jesus não irá aliviar, vai continuar exigindo santidade, vai continuar mandando comer da sua Carne e beber do seu Sangue, e de maneira direta e não com bajulações e palavrinhas amáveis como os pregadores profissionais. “Respondeu-lhe, pois, Simão Pedro: Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as palavras da vida eterna. E nós temos crido e conhecido que tu és o Cristo, o Filho do Deus vivente. Respondeu-lhe Jesus: Não vos escolhi a vós os doze? E um de vós é um diabo. E isto dizia Ele de Judas Iscariotes, filho de Simão; porque este o havia de entregar, sendo um dos doze.” (João 6:68-71).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino

0 visualização

©2020 por Ministério Atalaia do Evangelho de Deus.

Siga-nos nas redes sociais!

  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social
  • Instagram