• Pr. Henrique Lino da Silva

DUAS OU TRÊS TESTEMUNHAS


“É esta a terceira vez que vou ter convosco. Por boca de duas ou três testemunhas será confirmada toda a palavra.” (2 Coríntios 13:1)

          O apóstolo Paulo em carta avisa aos coríntios que aquela será a terceira vez que irá se reunir para tratar, discutir os assuntos da igreja. Isto porque já tinham acontecido algumas desobediências, além de pecados declarados entre os membros, e Paulo tinha exigido uma ação imediata, mesmo estando à distância. Devemos entender que exatamente pela distância e dificuldades de transporte naquela época, as visitas não eram rápidas como hoje, e elas poderiam durar meses, até mesmo anos, porque havia as questões de tempo, clima; muitas vezes, uma visita chegava no tempo do inverno, então ficava até o inverno acabar, só depois é que prosseguia em suas viagens. Paulo já os tinha visitado duas vezes antes e anuncia a sua terceira visita. Ele sempre esclarecia antes as questões que deveriam ser tratadas em sua visita para que não tivesse que ser duro, bravo pessoalmente, preferia que fosse uma estadia de paz. Por esse motivo foi criticado certa vez, quando disseram que por carta era muito autoritário, mas que pessoalmente era muito calmo, tranquilo, amigável. Agora ele afirma que irá tratar dos assuntos referente à igreja e seu comportamento e tudo o que estivesse acontecendo, e que todas as questões que fossem confirmadas com duas ou três testemunhas seriam tidas como verdadeiras e, claro, haveria as devidas punições. “Já anteriormente o disse, e segunda vez o digo como quando estava presente; mas agora, estando ausente, o escrevo aos que antes pecaram e a todos os mais, que, se outra vez for, não lhes perdoarei; Visto que buscais uma prova de Cristo que fala em mim, o qual não é fraco para convosco, antes é poderoso entre vós.” (2 Coríntios 13:2-3). Paulo avisa que já os tinha alertado anteriormente, quando da sua última visita, mas que agora não perdoaria, não toleraria a reincidência dos erros na igreja, porque muitos que tinham errado estavam no pecado (e sabemos que a igreja em Coríntios era bem difícil) e que agora vez seriam punidos exemplarmente. Muitos deles queriam questionar a autoridade de Paulo, mas ele deixa bem claro que Cristo é que é Poderoso, e, portanto, como ele fala e age segundo a sua Palavra, ele tem poder e autoridade. O que esse abnegado servo de Cristo enfrentava não é diferente do que alguns pastores, homens sérios e comprometidos com o Evangelho sofrem ao ver os pecados abundantes dentro dos templos. São muitos os que veem seus membros viverem na prática do erro, e isso com o conhecimento dos seus pastores, que nada fazem para proibir ou tomar posição severa.

 “Porque, ainda que foi crucificado por fraqueza, vive, contudo, pelo poder de Deus. Porque nós também somos fracos Nele, mas viveremos com Ele pelo Poder de Deus em vós.” (2 Coríntios 13:4). O apóstolo Paulo mostra que Jesus estava em carne e foi crucificado estando em carne, estava como homem, como um ser humano, mas ressuscitou e vive por toda a eternidade. Mas assim como Deus Pai o ressuscitou e hoje Ele vive para sempre e tem o comando de tudo, Ele tem autoridade sobre todos, porque o Pai a deu a Ele. Mas nós também viveremos Nele, com Ele e por Ele, através do Poder de Deus, por isso não podemos criticar a fraqueza da carne, ou buscar desculpas, porque o Evangelho é pregado, ensinado por pessoas, por homens ainda na fraqueza da carne. Não são os anjos que vêm pregar o Evangelho para ninguém, e sim nós na nossa fraqueza da carne, somos nós que devemos exigir obediências, somos nós que devemos zelar pela igreja até a vinda do Senhor. Somos fracos na carne, mas fortes em Cristo, se estivermos vivendo de acordo com o seu Evangelho, porque o seu Poder opera em nós, assim somos legítimos e temos que exigir a prática do Evangelho em nossos templos. Ao permitir desmantelos, pecados, rebeldia, anarquias nos templos, estamos indo contra o Senhor, e nós mesmos não estamos Nele. “Examinai-vos a vós mesmos, se permaneceis na fé; provai-vos a vós mesmos. Ou não sabeis quanto a vós mesmos, que Jesus Cristo está em vós? Se não é que já estais reprovados. Mas espero que entendereis que nós não somos reprovados.” (2 Coríntios 13:5-6). Devemos sempre nos examinar à luz da Palavra de Deus, para sabermos se estamos vivendo segundo os seus preceitos, se estamos praticando as suas ordenanças, caso contrário, somos só religiosos, frequentadores de templos, praticantes de rituais. Por isso devemos sempre nos examinar para ver se estamos na fé ou se somente frequentamos uma reunião, uma espécie de clube social, porque vamos ao templo para aprender o Evangelho e colocá-lo em prática e jamais pode ser tolerado o pecado em seu interior. Não podemos brincar de ser crentes, evangélicos, cristãos, devemos ser discípulos de Jesus, devemos seguir os seus passos e não ficarmos preocupados em agradar ou desagradar a quem quer que seja. Portanto, quando existir alguém praticando pecado dentro do templo, ou melhor, frequentando o templo, mas mesmo assim permanecer no pecado, deverá ser chamada a sua atenção, para que mude e se arrependa, e, se não quiser, que seja convidado a sair, a deixar o templo, independentemente da sua posição, ou que seja dizimista e ofertante, o que importa para o Senhor é a santidade, e não valores. “Ora, eu rogo a Deus que não façais mal algum, não para que sejamos achados aprovados, mas para que vós façais o bem, embora nós sejamos como reprovados. Porque nada podemos contra a verdade, senão pela verdade. Porque nos regozijamos de estar fracos, quando vós estais fortes; e o que desejamos é a vossa perfeição. Portanto, escrevo estas coisas estando ausente, para que, estando presente, não use de rigor, segundo o poder que o Senhor me deu para edificação, e não para destruição. Quanto ao mais, irmãos, regozijai-vos, sede perfeitos, sede consolados, sede de um mesmo parecer, vivei em paz; e o Deus de amor e de paz será convosco.” (2 Coríntios 13:7-11).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino

0 visualização

©2020 por Ministério Atalaia do Evangelho de Deus.

Siga-nos nas redes sociais!

  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social
  • Instagram