top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Do outro lado




“Chegaram então ao outro lado do mar, à terra dos gerasenos. E, logo que Jesus saíra do barco, lhe veio ao encontro, dos sepulcros, um homem com espírito imundo, o qual tinha a sua morada nos sepulcros; e nem ainda com cadeias podia alguém prendê-lo; porque, tendo sido muitas vezes preso com grilhões e cadeias, as cadeias foram por ele feitas em pedaços, e os grilhões em migalhas; e ninguém o podia domar; e sempre, de dia e de noite, andava pelos sepulcros e pelos montes, gritando, e ferindo-se com pedras, Vendo, pois, de longe a Jesus, correu e adorou-o; e, clamando com grande voz, disse: Que tenho eu contigo, Jesus, Filho do Deus Altíssimo? conjuro-te por Deus que não me atormentes. Pois Jesus lhe dizia: Sai desse homem, espírito imundo. E perguntou-lhe: Qual é o teu nome? Respondeu-lhe ele: Legião é o meu nome, porque somos muitos. E rogava-lhe muito que não os enviasse para fora da região. Ora, andava ali pastando no monte uma grande manada de porcos. Rogaram-lhe, pois, os demônios, dizendo: Manda-nos para aqueles porcos, para que entremos neles. E ele lho permitiu. Saindo, então, os espíritos imundos, entraram nos porcos; e precipitou-se a manada, que era de uns dois mil, pelo despenhadeiro no mar, onde todos se afogaram. Nisso fugiram aqueles que os apascentavam, e o anunciaram na cidade e nos campos; e muitos foram ver o que era aquilo que tinha acontecido.” (Marcos 5:1-14)

Jesus cruzou o lago de Genesaré somente para libertar uma pessoa possessa e a transformar em um missionário, o qual foi pregar o seu Evangelho para várias pessoas. Esse homem estava possesso com mais de quatro mil demônios, pois uma legião tem aproximadamente entre três e quatro mil. Assim, ele estava cheio de demônios e vivia nos sepulcros se ferindo, e com uma força descomunal, pois ninguém conseguia segurá-lo e ele rebentava as correntes que o prendiam. Quando viu Jesus, se atirou aos pés do Senhor, que o libertou e enviou os demônios para os porcos, que se atiraram nos despenhadeiros e morreram. Isto também nos mostra que demônios podem habitar em animais, pois os demônios pediram para ir para os porcos, e Jesus permitiu, portanto, devemos sempre vigiar, porque o nosso animal de estimação pode ficar endemoniado por causa dos nossos comportamentos. Esses demônios foram para os porcos porque as pessoas estavam em rebeldia, uma vez que nem mesmo porcos poderiam criar naquela época, situação e local.

“Chegando-se a Jesus, viram o endemoninhado, o que tivera a legião, sentado, vestido, e em perfeito juízo; e temeram. E os que tinham visto aquilo contaram-lhes como havia acontecido ao endemoninhado, e acerca dos porcos. Então começaram a rogar-lhe que se retirasse dos seus termos. E, entrando Ele no barco, rogava-lhe o que fora endemoninhado que o deixasse estar com Ele. Jesus, porém, não lho permitiu, mas disse-lhe: Vai para tua casa, para os teus, e anuncia-lhes o quanto o Senhor te fez, e como teve misericórdia de ti. Ele se retirou, pois, e começou a publicar em Decápolis tudo quanto lhe fizera Jesus; e todos se admiravam. Tendo Jesus passado de novo no barco para o outro lado, ajuntou-se a Ele uma grande multidão; e Ele estava à beira do mar. Chegou um dos chefes da sinagoga, chamado Jairo e, logo que viu a Jesus, lançou-se-lhe aos pés. e lhe rogava com instância, dizendo: Minha filhinha está nas últimas; rogo-te que venhas e lhe imponhas as mãos para que sare e viva. Jesus foi com ele, e seguia-o uma grande multidão, que o apertava.” (Marcos 5:15-24). Jesus libertou aquele que um dia fora cheio de demônios e agora é uma pessoa normal; antes era conhecido e temido como um maluco, agora como uma pessoa comum e resultado de um milagre, do Amor de Deus. Mas o povo preferiu o pecado e expulsou Jesus do seu território, dos seus termos, pois tinha medo. As pessoas sabiam que como viviam estava errado e mereciam a condenação, por isto elas preferiram o pecado. Jesus, após não permitir que aquele homem o acompanhasse, mas que fosse pregar o Evangelho, atravessa de volta o lago de Genesaré, e então um chefe de um templo vem até Ele lhe implorando que fosse até sua casa para orar por sua filha que estava enferma. Jesus concorda e segue com ele, e no meio do caminho uma mulher, que sofria há doze anos com uma hemorragia, encosta nas roupas de Jesus e fica curada imediatamente. Então Jesus para e pergunta quem foi a pessoa que o tocou, obrigando-a a confessar e assim testemunhar o que tinha acontecido com ela. Essa demora ocasionou a morte da filha de Jairo, e quando vieram avisar para o pai da morte da menina, Jesus disse: “Não tenha medo, e continue crendo”. É isso que devemos fazer, não olhar para as circunstâncias, não olhar para a situação, mas olhar para Jesus e não temer, só continuar crendo. Não creiam nos problemas, não creiam nas dificuldades, não creiam na morte, continuem crendo em Cristo, não tenham medo. “Ora, certa mulher, que havia doze anos padecia de uma hemorragia, e que tinha sofrido bastante às mãos de muitos médicos, e despendido tudo quanto possuía sem nada aproveitar, antes indo a pior, tendo ouvido falar a respeito de Jesus, veio por detrás, entre a multidão, e tocou-lhe o manto; porque dizia: Se tão-somente tocar-lhe as vestes, ficaria curada. E imediatamente cessou a sua hemorragia; e sentiu no corpo estar já curada do seu mal. E logo Jesus, percebendo em si mesmo que saíra Dele Poder, virou-se no meio da multidão e perguntou: Quem me tocou as vestes? Responderam-lhe os seus discípulos: Vês que a multidão te aperta, e perguntas: Quem me tocou? Mas Ele olhava em redor para ver a que isto fizera. Então a mulher, atemorizada e trêmula, cônscia do que nela se havia operado, veio e prostrou-se diante Dele, e declarou-lhe toda a verdade. Disse-lhe Ele: Filha, a tua fé te salvou; vai-te em paz, e fica livre desse teu mal. Enquanto Ele ainda falava, chegaram pessoas da casa do chefe da sinagoga, a quem disseram: A tua filha já morreu; por que ainda incomodas o Mestre? O que percebendo Jesus, disse ao chefe da sinagoga: Não temas, crê somente.” (Marcos 5:25-36).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Mais especificamente o Novo Testamento.

Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page