top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Dever como cristãos alertá-lo




“Irmãos, se algum homem chegar a ser surpreendido nalguma ofensa, vós, que sois espirituais, encaminhai o tal com espírito de mansidão; olhando por ti mesmo, para que não sejas também tentado. Levai as cargas uns dos outros, e assim cumprireis a lei de Cristo. Porque, se alguém cuida ser alguma coisa, não sendo nada, engana-se a si mesmo. Mas prove cada um a sua própria obra, e terá glória só em si mesmo, e não noutro. Porque cada qual levará a sua própria carga. E o que é instruído na Palavra reparta de todos os seus bens com aquele que o instrui. Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará. Porque o que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna. E não nos cansemos de fazer bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não houvermos desfalecido. Então, enquanto temos tempo, façamos bem a todos, mas principalmente aos domésticos da fé. Vede com que grandes letras vos escrevi por minha mão.” (Gálatas 6:1-11)

       Quando nos deparamos com alguém que está na prática de algum erro, ou vivendo sem ter conhecimento de que o que está fazendo é errado, é o nosso dever como cristãos alertá-lo, para que possa abandonar o erro. O que não podemos fazer é condenar as pessoas pelos seus erros sem saber se elas tinham conhecimento de que era errado o que estavam fazendo, ou se o faziam na ignorância. Exemplo é que há muitas pessoas se divorciando e se casando novamente, porque acham que estão certas, porque lhes ensinaram de maneira errada que, quando há traição, adultério, a parte ofendida pode divorciar-se e casar novamente, o que não é verdade. Assim, se encontramos alguém nessa situação, devemos explicar a verdade à pessoa, porém cabe a ela decidir se quer continuar no pecado ou abandoná-lo. Não podemos achar que somos melhores do que os outros, e todos estão sujeitos a erros, por isto, sabendo das nossas fraquezas, da nossa falta de conhecimento, devemos alertar quem estiver na escuridão, mas sempre lembrando que a salvação é individual, e cada um de nós é responsável exclusivamente por si próprio. Se temos conhecimento do Evangelho, da Palavra de Deus, é nosso dever mostrar, ensinar a todos, sempre lembrando que a Palavra de Deus deve ser mostrada, lida, ensinada, pregada, mas jamais podemos tentar obrigar as pessoas a aceitarem-na. Devemos ser seres espirituais e viver em conformidade com o Evangelho, pois sabemos que Deus tudo vê e de tudo tem conhecimento, e ninguém consegue enganá-lo, e todos os que pensam isso receberão o que estão plantando, por isto devemos plantar boas sementes.

         “Todos os que querem mostrar boa aparência na carne, esses vos obrigam a circuncidar-vos, somente para não serem perseguidos por causa da cruz de Cristo. Porque nem ainda esses mesmos que se circuncidam guardam a lei, mas querem que vos circuncideis, para se gloriarem na vossa carne. Mas longe esteja de mim gloriar-me, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim e eu para o mundo. Porque em Cristo Jesus nem a circuncisão, nem a incircuncisão tem virtude alguma, mas sim o ser uma nova criatura.” (Gálatas 6:12-15). Temos que tomar muito cuidado e sermos sempre vigilantes para não nos tornarmos pessoas religiosas simplesmente, porque muitas vezes aceitamos ensinamentos heréticos, doutrinas de homens, e achamos que estamos agradando a Deus. Mas é um motivo pelo qual sempre alerto, exorto as pessoas a lerem mais a Bíblia, meditar mais na Palavra de Deus, para que não sejam enganadas facilmente por líderes e pregadores hipócritas. Temos que tomar cuidado para não vivermos em práticas de rituais, de rezas, de orações repetitivas e ofensivas a Deus. Estamos ofendendo o Senhor ao tentarmos negociar com Ele, querendo comprar nossas bênçãos, nosso milagre, porque, agindo assim, estaremos buscando maldição para nós, e não podemos esquecer que o que plantarmos no tempo certo colheremos. Os religiosos não desfrutam do amor e da liberdade que há em Cristo Jesus, pensem nisto. Se buscamos salvação em Cristo, temos que renovar a nossa mente, o nosso entendimento Nele, temos que nascer de novo, sermos novas criaturas. “E a todos quantos andarem conforme esta regra, paz e misericórdia sobre eles e sobre o Israel de Deus. Desde agora ninguém me inquiete; porque trago no meu corpo as marcas do Senhor Jesus. A Graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja, irmãos, com o vosso espírito! Amém.” (Gálatas 6:16-18).

Leiam e pratiquem a Bíblia, mais especificamente o Novo Testamento.

Que Deus os abençoe.

Um abraço,

 Pr. Henrique Lino

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page