top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Despenseiros dos mistérios de Cristo



“Que os homens nos considerem, pois, como ministros de Cristo, e despenseiros dos mistérios de Deus. Ora, além disso, o que se requer nos despenseiros é que cada um seja encontrado fiel. Todavia, a mim mui pouco se me dá de ser julgado por vós, ou por qualquer tribunal humano; nem eu tampouco a mim mesmo me julgo. Porque, embora em nada me sinta culpado, nem por isso sou justificado; pois quem me julga é o Senhor. Portanto nada julgueis antes do tempo, até que venha o Senhor, o qual não só trará à luz as coisas ocultas das trevas, mas também manifestará os desígnios dos corações; e então cada um receberá de Deus o seu louvor. Ora, irmãos, estas coisas eu as apliquei figuradamente a mim e a Apolo, por amor de vós; para que em nós aprendais a não ir além do que está escrito, de modo que nenhum de vós se ensoberbeça a favor de um contra outro. Pois, quem te diferencia? E que tens tu que não tenhas recebido? E, se o recebeste, por que te glorias, como se não o houveras recebido? Já estais fartos! já estais ricos! sem nós já chegastes a reinar! e quiseras reinásseis de fato, para que também nós reinássemos convosco! Porque tenho para mim, que Deus a nós, apóstolos, nos pôs por últimos, como condenados à morte; pois somos feitos espetáculo ao mundo, tanto a anjos como a homens. Nós somos loucos por amor de Cristo, e vós sábios em Cristo; nós fracos, e vós fortes; vós ilustres, e nós desprezíveis.” (1 Coríntios 4:1-10)

Temos que ser considerados e vistos por todos como despenseiros dos mistérios de Cristo. As pessoas têm que saber que, se vierem até nós em busca de qualquer coisa relacionada ao Evangelho de Jesus Cristo, irão encontrá-la. Uma despensa é onde se guarda os mantimentos de uma casa, e quando alguém quer algum alimento, dirige-se à despensa e o apanha. Assim temos que ser, quando alguém vier até nós, que venha com a certeza de que encontrará uma resposta, uma orientação de acordo com a vontade de Deus. Jesus nos mandou ser como luzes, então temos que brilhar, as pessoas têm que nos ver a distância, nos reconhecer como homens e mulheres de Deus, não importa se nos julgam, se nos acusam, o que importa é se estamos fazendo a vontade de Deus, porque a nossa recompensa está Nele. Temos que aprender que não podemos ultrapassar aquilo que está escrito nos Evangelhos, as ordenanças de Jesus, assim também não podemos nos omitir, devemos simplesmente procurar viver em obediência a Ele e não nos preocuparmos com o julgamento do mundo ou até mesmo com as nossas necessidades, ou o entendimento, a lógica humana, e nos permitirmos ser guiados pelo Espírito de Deus.

“Até a presente hora padecemos fome, e sede; estamos nus, e recebemos bofetadas, e não temos pousada certa, e nos afadigamos, trabalhando com nossas próprias mãos; somos injuriados, e bendizemos; somos perseguidos, e o suportamos; somos difamados, e exortamos; até o presente somos considerados como o refugo do mundo, e como a escória de tudo. Não escrevo estas coisas para vos envergonhar, mas para vos admoestar, como a filhos meus amados. Porque ainda que tenhais dez mil anos em Cristo, não tendes, contudo, muitos pais; pois eu pelo Evangelho vos gerei em Cristo Jesus. Rogo-vos, portanto, que sejais meus imitadores.” (1 Coríntios 4:11-16). É preciso sermos conscientes como cristãos, como seguidores de Cristo, de que passaremos por lutas, privações, necessidades aqui, isso é algo esperado em nossas vidas, mesmo porque o nosso Mestre Jesus Cristo nos avisou que aqui nós enfrentaríamos as aflições. E se somos realmente seguidores de Cristo, sabemos que somos e seremos odiados pelo mundo, porque andamos e vivemos totalmente contrários a ele, portanto, somos acusados por não fazermos parte dele. As pessoas que falam que são cristãs, mas vivem em busca de bênçãos materiais, em prol de realizações materiais aqui, com certeza não conhecem Cristo, e são somente religiosas. O cristão verdadeiro se sente orgulhoso, vitorioso quando está passando por lutas e necessidades por causa do Evangelho, portanto, não fica se lamentando, chorando e pedindo misericórdias, ao contrário, em tudo dá graças ao Senhor. Infelizmente, existem muitas denominações que se intitulam evangélicas, mas que pregam e ensinam contra o Evangelho e estão conduzindo multidões ao inferno, porque muitas pessoas que as procuram, até mesmo querendo fazer o certo, essas denominações passam ensinamentos a elas de maneira errada, e assim essas pessoas se desviam dentro desses antros chamados de igrejas evangélicas. “Por isso mesmo vos enviei Timóteo, que é meu filho amado, e fiel no Senhor; o qual vos lembrará os meus caminhos em Cristo, como por toda parte eu ensino em cada igreja. Mas alguns andam inchados, como se eu não houvesse de ir ter convosco. Em breve, porém, irei ter convosco, se o Senhor quiser, e então conhecerei, não as palavras dos que andam inchados, mas o Poder. Porque o Reino de Deus não consiste em palavras, mas em Poder. Que quereis? Irei a vós com vara, ou com amor e espírito de mansidão?” (1 Coríntios 4:17-21).

Leiam e pratiquem a Bíblia, mais especificamente o Novo Testamento.

Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page