• Pr. Henrique Lino da Silva

Debaixo da nuvem

“Ora, irmãos, não quero que ignoreis que nossos pais estiveram todos debaixo da nuvem, e todos passaram pelo mar. E todos foram batizados em Moisés, na nuvem e no mar, E todos comeram de uma mesma comida espiritual, e beberam todos de uma mesma bebida espiritual, porque bebiam da pedra espiritual que os seguia; e a pedra era Cristo.” (1 Coríntios 10:1-4)

Vejo muitas pessoas no engano, e mais ainda pastores, pregadores incentivarem as pessoas a crerem em um engano, porque eles dizem que o fato de alguém receber um milagre, uma bênção é sinal de que Deus está aprovando as suas obras, mas esta não é a verdade. Temos que compreender que bênção, milagres em nossas vidas não são sinais de aprovação de conduta, porque podemos receber inúmeras bênçãos do Senhor e depois irmos padecer por toda a eternidade no inferno. Devemos lembrar que não existiu povo mais abençoado, que mais desfrutou de milagres como os hebreus, quando o Senhor os tirou do Egito, da escravidão. Entretanto, quase todos morreram no deserto, e temos que entender que a Palavra nos mostra que foi o Senhor quem os matou. Esse povo viu sinais maravilhosos que a maioria de nós não veremos; esse povo passou pelo meio do Mar Vermelho em seco, sem nem molhar os pés, e os seus perseguidores morreram todos afogados por onde eles tinham acabado de passar. Esse povo durante quarenta anos foi alimentado no deserto, porque todos os dias o Senhor enviava o Maná do Céu para eles, e quando clamaram por carne, o Senhor enviou-lhes carne à vontade. Bebiam da água que saía da Rocha que simbolizava Jesus Cristo. Esse povo durante quarenta anos viveu com as mesmas roupas que não estragaram, não rasgaram, as suas sandálias também duraram todos aqueles anos. Esse povo desfrutava da companhia de Deus, pois o Senhor esteve com eles durante todo o tempo. Eles recebiam a proteção, o cuidado de Deus o tempo todo. O Senhor cuidava tão bem deles que durante o dia colocava uma nuvem sobre eles para mostrar-lhes o caminho e também lhes dar cobertura, pois, caso contrário, o calor do sol do deserto os mataria. Durante a noite havia uma luz, uma espécie de fogueira, para iluminar e aquecer o acampamento, pois as noites do deserto são terríveis. “Mas Deus não se agradou da maior parte deles, por isso foram prostrados no deserto. E estas coisas foram-nos feitas em figura, para que não cobicemos as coisas más, como eles cobiçaram.” (1 Coríntios 10:5-6). Apesar de essas pessoas serem extremamente abençoadas e viverem durante todo o tempo debaixo da proteção, do cuidado, recebendo milagres sem fins, elas não agradaram ao Senhor que as matou, e elas não entraram na terra prometida. Isso aconteceu para que possamos entender, compreender que, se não formos fiéis ao Senhor, também não entraremos na terra prometida, não alcançaremos a Promessa, que é a salvação em Cristo Jesus. Podemos estar recebendo as bênçãos do Senhor, e mesmo assim perdermos o mais importante, que é a nossa vida, a nossa salvação, portanto, devemos sempre estar alertas, para que não sejamos mortos pelo Senhor. Não é pelo fato de estarmos em um templo denominacional, em uma igreja física, uma congregação, não é por cantarmos louvores, ou devolvermos os nossos dízimos e ofertarmos que seremos salvos. Na verdade é um conjunto ao qual devemos obedecer em tudo. Não podemos esquecer que os hebreus estavam na igreja porque o primeiro templo foi o tabernáculo, feito no deserto onde Arão ministrava diariamente, e esse povo que participava da igreja vivia em erro e pecados, e por isto padeceu. “Não vos façais, pois, idólatras, como alguns deles, conforme está escrito: O povo assentou-se a comer e a beber, e levantou-se para folgar. E não nos forniquemos, como alguns deles fizeram; e caíram num dia vinte e três mil.”(1 Coríntios 10:7-8). Não podemos nos envolver com qualquer ato de prostituição, e devemos saber que nela se enquadram o adultério, a fornicação, o homossexualismo, e tudo mais relacionado ao sexo, que só é permitido para os casados de fato e de direito. Infelizmente, são muitos os que, apesar de estarem frequentando templos, continuam em seus pecados, acham que estão bem, mas não percebem que ficarão prostrados no deserto como os hebreus. Temos que entender que não é o diabo que vai matar, pois só um tem Poder para tirar a vida e dar a vida, e este o Senhor. “E não tentemos a Cristo, como alguns deles também tentaram, e pereceram pelas serpentes. E não murmureis, como também alguns deles murmuraram, e pereceram pelo destruidor.” (1 Coríntios 10:9-10). Não podemos tentar o Senhor nosso Deus, não podemos viver em murmurações, porque toda murmuração é contra o Senhor. Devemos compreender que é a nossa função dar glórias a Deus em todo o tempo e situações, e não podemos nos julgar fortes espiritualmente achando que nunca iremos cair, pois só em pensar assim já estamos caídos. “Ora, tudo isto lhes sobreveio como figuras, e estão escritas para aviso nosso, para quem já são chegados os fins dos séculos. Aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe não caia.” (1 Coríntios 10:11-12). Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe. Um abraço, Pr. Henrique Lino

Se você está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

0 visualização

©2020 por Ministério Atalaia do Evangelho de Deus.

Siga-nos nas redes sociais!

  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social
  • Instagram