top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Cumprir a missão



“Porque vós mesmos, irmãos, bem sabeis que a nossa entrada para convosco não foi vã; Mas, mesmo depois de termos antes padecido, e sido agravados em Filipos, como sabeis, tornamo-nos ousados em nosso Deus, para vos falar o Evangelho de Deus com grande combate. Porque a nossa exortação não foi com engano, nem com imundícia, nem com fraudulência; Mas, como fomos aprovados de Deus para que o Evangelho nos fosse confiado, assim falamos, não como para agradar aos homens, mas a Deus, que prova os nossos corações. Porque, como bem sabeis, nunca usamos de palavras lisonjeiras, nem houve um pretexto de avareza; Deus é testemunha; E não buscamos glória dos homens, nem de vós, nem de outros, ainda que podíamos, como apóstolos de Cristo, ser-vos pesados; Antes fomos brandos entre vós, como a ama que cria seus filhos. Assim nós, sendo-vos tão afeiçoados, de boa vontade quiséramos comunicar-vos, não somente o Evangelho de Deus, mas ainda as nossas próprias almas; porquanto nos éreis muito queridos.” (1 Tessalonicenses 2:1-8)

       Ao longo dos anos temos procurado cumprir a missão que o Senhor nos deu, que é a de pregar, ensinar o seu Evangelho.  Como servos Dele, temos somente uma função: falar sobre Ele, falar a Verdade, e não nenhuma palavra lisonjeira para agradar quem quer que seja. Na maioria das denominações, principalmente nas grandes congregações, os seus líderes pregam para eles mesmos, pois estão preocupados em agradar as pessoas, para que assim possam extorqui-las. Portanto, falam contra o Evangelho, concordam e apoiam o que o Senhor condena, e permitem tudo aquilo que é proibido pelo Evangelho. Tudo fazem com o intuito de arrecadar fundos. Mas nós, sabendo a quem servimos, não fazemos isso, não pedimos ofertas, e sim exigimos santidade, não permitimos ou toleramos que as pessoas permaneçam em seus pecados e ainda frequentem o nosso meio. Por isto, muitos não gostam de nós, mas não temos a preocupação de agradar quem quer que seja, porque só agradamos a Deus, e por vivermos em obediência a Ele, amamos o próximo como a nós mesmos, portanto, não toleramos os erros, e assim, exatamente por amarmos, exigimos santidade, e não dinheiro, como essas religiões evangélicas exigem. Não é que não precisemos. Deus sabe as necessidades pelas quais passamos, mas sabemos que aqui devemos passar por lutas, e não podemos usar isso como desculpas para enganar as pessoas que, bem-intencionadas, buscam o Senhor. Amamos o próximo e desejamos que todos se salvem, pois somente Cristo é quem pode salvar a todos nós, então que nos unamos a Ele.

         “Porque bem vos lembrais, irmãos, do nosso trabalho e fadiga; pois, trabalhando noite e dia, para não sermos pesados a nenhum de vós, vos pregamos o Evangelho de Deus. Vós e Deus sois testemunhas de quão santa, e justa, e irrepreensivelmente nos houvemos para convosco, os que crestes.” (1 Tessalonicenses 2:9,10). Procuramos agir para com todos de maneira honesta e fiel aos princípios bíblicos, e por isso não permitimos e nem concordamos com quaisquer tipos de comércio no interior dos templos, não concordamos com esses votos nem com campanhas que são feitas com o intuito de pedir, ou exigir ofertas e compromisso das pessoas. Não concordamos com o pastorado feminino, pois é contra a Palavra de Deus, e por procurarmos sermos fiéis a Cristo, as pessoas não concordam conosco, pois ainda são mundanas e querem outra coisa que não é o Evangelho de Deus. “Assim como bem sabeis de que modo vos exortávamos e consolávamos e testemunhávamos, a cada um de vós, como o pai a seus filhos; Para que vos conduzísseis dignamente para com Deus, que vos chama para o seu Reino e Glória. Por isso também damos, sem cessar, graças a Deus, pois, havendo recebido de nós a Palavra da Pregação de Deus, a recebestes, não como palavra de homens, mas (segundo é, na verdade), como Palavra de Deus, a qual também opera em vós, os que crestes.” (1 Tessalonicenses 2:11-13).

 Leiam e pratiquem a Bíblia, mais especificamente o Novo Testamento.

 Que Deus os abençoe.

Um abraço,

 Pr. Henrique Lino

 

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page