top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Criancinhas em Cristo



“E eu, irmãos não vos pude falar como a espirituais, mas como a carnais, como a criancinhas em Cristo. Leite vos dei por alimento, e não comida sólida, porque não a podeis suportar; nem ainda agora podeis; porquanto ainda sois carnais; pois, havendo entre vós inveja e contendas, não sois porventura carnais, e não estais andando segundo os homens? Porque, dizendo um: Eu sou de Paulo; e outro: Eu de Apolo; não sois apenas homens? Pois, que é Apolo, e que é Paulo, senão ministros pelos quais crestes, e isso conforme o que o Senhor concedeu a cada um? Eu plantei; Apolo regou; mas Deus deu o crescimento. De modo que, nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas Deus, que dá o crescimento. Ora, uma só coisa é o que planta e o que rega; e cada um receberá o seu galardão segundo o seu trabalho. Porque nós somos cooperadores de Deus; vós sois lavoura de Deus e edifício de Deus. Segundo a Graça de Deus que me foi dada, lancei eu como sábio construtor, o fundamento, e outro edifica sobre ele; mas veja cada um como edifica sobre ele.” (1 Coríntios 3:1-10)

Muitas vezes não podemos ou não conseguimos falar de maneira clara, aberta, sobre o mundo espiritual a certos evangélicos, porque eles ainda não são inteiramente convertidos. São realmente bebês na fé, porque são pessoas que se transformaram em religiosos, vão a templos denominacionais e fazem as suas orações, mas sem entendimento, continuam em uma vida carnal, material, buscando os prazeres mundanos. Geralmente essas pessoas se identificam como sendo desta ou daquela denominação, prova tal que encontraremos pouquíssimas pessoas que se identificam como servos do Senhor, mas a maioria faz questão de citar uma denominação, como se só o fato de pertencerem a alguma denominação fosse garantia de salvação ou de que elas são cristãs. São pessoas que estão há décadas frequentando templos, congregações, mas que ainda são criancinhas na fé, pois nada conhecem do Senhor, e muitas vezes não conhecem nem mesmo a Bíblia como deveriam. Isto porque a maioria vai a templos com o objetivo de ouvir o que o pregador fala, mas nem mesmo tem a curiosidade de verificar na Bíblia se o que está sendo dito, ensinado, está de acordo com a Palavra. Por isto nos deparamos cada vez mais com os crentes carnais, emocionais, que citam constantemente jargões evangélicos, mas a maioria nem mesmo sabe o que está falando e nem por quê.

“Porque ninguém pode lançar outro fundamento, além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo. E, se alguém sobre este fundamento levanta um edifício de ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno, palha, a obra de cada um se manifestará; pois aquele dia a demonstrará, porque será revelada no fogo, e o fogo provará qual seja a obra de cada um. Se permanecer a obra que alguém sobre ele edificou, esse receberá galardão. Se a obra de alguém se queimar, sofrerá ele prejuízo; mas o tal será salvo, todavia como que pelo fogo. Não sabeis vós que sois santuário de Deus, e que o Espírito de Deus habita em vós? Se alguém destruir o santuário de Deus, Deus o destruirá; porque sagrado é o santuário de Deus, que sois vós. Ninguém se engane a si mesmo; se alguém dentre vós se tem por sábio neste mundo, faça-se louco para se tornar sábio.” (1 Coríntios 3:11-18). Ser evangélico, crente, é ser seguidor de Cristo, é viver segundo as determinações de Cristo, é procurar ser um imitador Dele. Portanto, nenhum cristão pode discordar de absolutamente nada do que o Senhor disse, e mais: o crente tem que procurar sempre viver em obediência a Ele. Não existe doutrina esta ou aquela de tal denominação, a doutrina do crente é uma só: Jesus Cristo, o Filho de Deus. Entendemos que ser cristão é ser submisso, portanto, torna-se necessário que aquele que se diz crente conheça a Bíblia, e mais especialmente o Novo Testamento, pois é onde está a regra de vida Dele. Não existe cristão que não pratique o Evangelho, e todos esses que se dizem evangélicos, mas nem mesmo conhecem a Bíblia, são mentirosos, mundanos e longe estão da salvação. Por isto é que sempre digo que estamos vivendo uma época em que temos que evangelizar os evangélicos, pois a maioria está perdida e longe de Cristo, apesar de estarem dentro de templos congregacionais. Vemos muitas emoções, choros, pulos de alegria, danças, cantorias, gritos, movimentos estranhos, mas não vemos comportamentos cristãos. Assim, temos que compreender que, como cristãos, é o nosso dever ensinar, pregar o Evangelho de Jesus Cristo, esclarecer os erros dessas pessoas, pois, se nos calarmos, estamos concordando, e quem concorda peca. Se sabemos que estão nos erros, é nosso dever, nossa obrigação alertá-los para que, quem sabe, se convertam e venham a crescer espiritualmente. “Porque a sabedoria deste mundo é loucura diante de Deus; pois está escrito: Ele apanha os sábios na sua própria astúcia; e outra vez: O Senhor conhece as cogitações dos sábios, que são vãs. Portanto ninguém se glorie nos homens; porque tudo é vosso; seja Paulo, ou Apolo, ou Cefas; seja o mundo, ou a vida, ou a morte; sejam as coisas presentes, ou as vindouras, tudo é vosso, e vós de Cristo, e Cristo de Deus.” (1 Coríntios 3:19-23).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


24 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page