• Pr. Henrique Lino da Silva

Correr com paciência

“Portanto nós também, pois que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta, olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus.” (Hebreus 12:2)

A pessoa que foi usada por Deus para escrever o livro de Hebreus, ou melhor, a cartas aos hebreus, não sabemos quem é e ninguém pode afirmar que sabe, o que existe é muita especulação, mas para nós não importa a pessoa, e sim o Escritor realmente, que foi o Senhor, porque toda a Bíblia foi escrita por pessoas guiadas pelo Espírito Santo. Prova tal que ela toda foi escrita durante centenas de anos e lugares diferentes, e, apesar de as pessoas não se conhecerem, ela se complementa. Anteriormente, a Bíblia não tinha separações de capítulo e versículos, foi um francês quem dividiu em capítulos, e depois um outro francês a dividiu em versículos, para melhor entendimento. Portanto, sempre é bom analisar o texto no contexto, por exemplo, aqui vemos no capítulo anterior que o escritor estava falando dos exemplos da fé, e ele cita Noé, Moisés, Abraão e vários outros, e nessa continuação nos chama a atenção para compreendermos os grandes testemunhos que temos na Bíblia. Devemos então abandonar os embaraços, os pecados e seguirmos em frente, em direção ao nosso Alvo, em direção a nossa Terra Prometida, porque a alcançaremos se assim procedermos. Na verdade, o nosso maior exemplo é Jesus que, sabendo o que o Pai tinha lhe prometido, Ele não titubeou, seguiu em frente obedecendo-lhe em tudo, suportando afrontas, humilhações, sofrimento e crucificação, e venceu e recebeu do Pai o lugar de mais alta honra, hoje é o Senhor tanto no Céu como na terra e embaixo da terra, e todos os joelhos têm que se dobrar diante Dele e confessar que Ele é o Senhor. Tendo esse exemplo, não podemos ficar reclamando ou chorando por qualquer sofrimento, e sim devemos glorificar o Senhor e seguir em frente não olhando para as nossas dores, mas para a daquele que sofreu em nosso lugar. “Considerai, pois, aquele que suportou tais contradições dos pecadores contra si mesmo, para que não enfraqueçais, desfalecendo em vossos ânimos. Ainda não resististes até ao sangue, combatendo contra o pecado.” (Hebreus 12:3-4). Temos que sempre analisar, lembrar os sofrimentos pelos quais Jesus passou. Mesmo sendo inocente de tudo, Ele simplesmente tomou as nossas dores. Apesar de ser inocente e de sofrer dores atrozes, sofrer todos os tipos de humilhações e ofensas, Ele em nenhum momento abriu a boca para dizer que era inocente e não merecia o que estava passando, mas, ao contrário, Ele foi o Cordeiro mudo. Portanto, se somos os seus seguidores, se realmente o conhecemos, então não importa o que estivermos passando, não importa o tamanho da nossa luta, sabemos que não é nada comparado ao que Ele passou por nós, e por isto não devemos reclamar, lamentar, mas simplesmente glorificar o Pai. Temos que ser seguidores de Jesus em tudo, para que também possamos ser seus seguidores na ressurreição. Por isto não importa quão grande é o nosso sofrimento, nossa dor, não importa se o nosso sangue está sendo derramado, devemos somente olhar para o Senhor, sabendo que temos um prêmio para receber, temos uma vida para viver, e só receberemos se aqui realmente formos seguidores de Jesus, inclusive nos sofrimentos. Não podemos falar que somos cristãos, somos seguidores de Jesus se por qualquer probleminha estamos diante do Senhor clamando por socorro. Temos o exemplo em Jesus. Só ouvimos uma única vez a sua oração de pedido de socorro quando, no Jardim do Getsêmani, Ele, sabendo tudo o que iria acontecer logo, pediu a Deus que, se pudesse, evitar que aquilo acontecesse, mas que, independentemente de qualquer coisa, que fosse feita a vontade do Pai. Mas nós temos o hábito de por qualquer coisa ficarmos pedindo socorro e insistirmos, não deixamos simplesmente nas mãos do Senhor, pois, se o chamamos de Pai, deixemos que Ele cuide de nós como filhos. “E já vos esquecestes da exortação que argumenta convosco como filhos: Filho meu, não desprezes a correção do Senhor, E não desmaies quando por Ele fores repreendido; Porque o Senhor corrige o que ama, e açoita a qualquer que recebe por filho.”(Hebreus 12:5-6). Temos que saber que, se realmente o Senhor é o nosso Pai, então somos desobedientes, somos rebeldes, somos pecadores e merecemos castigo, portanto, temos que compreender que somos por Ele corrigidos várias vezes, porque merecemos e Ele nos ama e deseja que sejamos salvos. Assim, muitas vezes estamos reclamando do próprio Pai a Ele mesmo, porque a correção é Dele, por isto devemos aprender a somente glorificar o Senhor, examinar as nossas vidas e seguir em direção ao nosso Alvo. “Se suportais a correção, Deus vos trata como filhos; porque, que filho há a quem o pai não corrija? Mas, se estais sem disciplina, da qual todos são feitos participantes, sois então bastardos, e não filhos.” (Hebreus 12:7-8). Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe. Um abraço, Pr. Henrique Lino Se você está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

0 visualização

©2020 por Ministério Atalaia do Evangelho de Deus.

Siga-nos nas redes sociais!

  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social
  • Instagram