top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Bons frutos



“Eu Sou a Videira verdadeira, e meu Pai é o viticultor. Toda vara em mim que não dá fruto, Ele a corta; e toda vara que dá fruto, Ele a limpa, para que dê mais fruto. Vós já estais limpos pela Palavra que vos tenho falado. Permanecei em mim, e eu permanecerei em vós; como a vara de si mesma não pode dar fruto, se não permanecer na videira, assim também vós, se não permanecerdes em mim. Eu Sou a Videira; vós sois as varas. Quem permanece em mim e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. Quem não permanece em mim é lançado fora, como a vara, e seca; tais varas são recolhidas, lançadas no fogo e queimadas. Se vós permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedi o que quiserdes, e vos será feito. Nisto é glorificado meu Pai, que deis muito fruto; e assim sereis meus discípulos. Como o Pai me amou, assim também eu vos amei; permanecei no meu amor. Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor; do mesmo modo que eu tenho guardado os mandamentos de meu Pai, e permaneço no seu amor.” (João 15:1-10)

Videira é a planta que produz uva, então Jesus se compara a uma planta que produz bons frutos, que tem muitas utilidades. Mas Ele deixa claro que a Planta verdadeira é Ele, e todos nós, se quisermos produzir bons frutos, se quisermos ser produtivos, temos que estar Nele. Assim como as uvas brotam nos galhos que estão presos ao tronco, nós só poderemos dar bons frutos se estivermos ligados a Ele. Mas eu sempre faço questão de lembrar que estarmos ligados a Ele não é só em oração, mas, principalmente, vivendo em obediência a Ele, vivendo em conformidade com as suas determinações, sendo legítimos imitadores Dele, caso contrário, seremos somente hipócritas, galhos que serão cortados e que só servem para serem cortados e jogados no fogo para serem queimados por toda a eternidade. Mas se nós estivermos ligados a Ele, se formos seguidores Dele verdadeiramente, então produziremos muitos bons frutos. Mas temos que entender de quais frutos o Senhor está falando, é necessário entendermos, pois muitos acham que ser fruto é ser vitorioso aqui, é ser próspero, mas não é isso que a Palavra diz. Temos que entender que este mundo já está morto no diabo, que o governante aqui é o diabo, portanto, a nossa vitória está no Senhor, os frutos que daremos aqui são os exemplos e a condução de pessoas a Ele. Conduzir pessoas a Ele, e não a uma denominação, congregação, e sim ao Senhor, pois, como estamos Nele, os nossos frutos vêm Dele e são para Ele, assim como a seiva de uma árvore circula entre o tronco e os seus galhos.

“Estas coisas vos tenho dito, para que o meu gozo permaneça em vós, e o vosso gozo seja completo. O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei. Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos. Vós sois meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando. Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas chamei-vos amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos dei a conhecer. Vós não me escolhestes a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos designei, para que vades e deis frutos, e o vosso fruto permaneça, a fim de que tudo quanto pedirdes ao Pai em meu Nome, Ele vo-lo conceda. Isto vos mando: que vos ameis uns aos outros.” (João 15:11-17). Se nós permanecermos em obediência a Ele, se vivermos em conformidade com a sua vontade, então saberemos o que pedir, como orar, como falar com Ele, pois temos o seu Espírito, e assim não fazemos orações tolas, nem pedidos que não são ouvidos ou atendidos, mas, por conhecermos a sua natureza, por termos o seu Espírito, pedimos somente de acordo com a sua vontade, e por isto tudo o que pedimos recebemos, e sempre fazemos nossos pedidos ao Pai em Nome de Jesus. Nós fomos escolhidos, fomos chamados por Ele, se ouvirmos e atendermos a seu chamado, então produziremos muitos frutos. Mas se nos recusarmos a atender a seu chamado, então somos os galhos que são separados para serem queimados, e, por mais que clamemos, iremos padecer por toda a eternidade. Não podemos esquecer que, como imitadores de Cristo, devemos amar o próximo como a nós mesmos, pois Ele nos amou sem merecermos nada, a não ser a condenação, e deu a vida por nós, portanto, de igual maneira devemos amar o próximo. Assim, não escolhemos a quem amar, nós amamos todos, indistintamente, sabendo que amar não é concordar com os erros dos outros, pois isso se chama ódio. “Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós, me odiou a mim. Se fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu; mas, porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos odeia. Lembrai-vos da Palavra que eu vos disse: Não é o servo maior do que o seu senhor. Se a mim me perseguiram, também vos perseguirão a vós; se guardaram a minha Palavra, guardarão também a vossa. Mas tudo isto vos farão por causa do meu Nome, porque não conhecem aquele que me enviou.” (João 15:18-21).

Leiam e pratiquem a Bíblia, mais especificamente o Novo testamento.

Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Imitadores

コメント


bottom of page