• Pr. Henrique Lino da Silva

Bens futuro

“Porque tendo a lei a sombra dos bens futuros, e não a imagem exata das coisas, nunca, pelos mesmos sacrifícios que continuamente se oferecem cada ano, pode aperfeiçoar os que a eles se chegam.” (Hebreus 10:1)

A lei entregue por Moisés era, na verdade, uma pequena sombra do que haveria de ser, e não a consumação, não a realização, mesmo porque não seriam sacrifícios de animais que poderiam apagar os pecados da humanidade. Apesar dos sacrifícios constantes, esses rituais não poderiam nos livrar, não tinham condições de nos libertar do pesado jugo do pecado. Mas muitos não entenderam, não compreenderam isso e ainda não receberam, não viram a Luz, que é Jesus Cristo. Prova tal que ainda estão presos na lei e guardam dias, querem praticar rituais, apesar de não os fazerem completamente, portanto, segundo a própria lei, são malditos por não a cumprirem integralmente. Os judeus ainda estão na prática da lei, prova tal que ainda se circuncidam e fazem outras coisas que são inerentes à prática da lei, mas não compreenderem que ela foi como um aio até a vinda de Jesus. Hoje vivemos Nele e temos a liberdade que Ele nos dá, porque Ele foi o Cordeiro puro que se ofereceu em sacrifício puro e Santo em nosso lugar, derramando o seu precioso Sangue por nós. “Doutra maneira, teriam deixado de se oferecer, porque, purificados uma vez os ministrantes, nunca mais teriam consciência de pecado.” (Hebreus 10:2). Se realmente os rituais, os sacrifícios de animais, a aspersão de sangue de animais sobre o altar resolvessem alguma coisa, não seria feito diariamente, mas somente uma vez, e as pessoas se sentiriam livres, libertas dos seus pecados. Mas, por mais que oferecessem sacrifícios, holocaustos, por mais que realizassem os ritos determinados pela lei, o pecado permanecia, e por isto a própria lei apontava para a solução, para a vinda do Messias, que se ofereceu, foi o Sacrifício perfeito. Durante anos as pessoas sacrificavam animais e aspergiam o sangue deles sobre o altar; os sacerdotes tinham que continuamente praticar esse ato em prol do povo, mas o povo continuava com seus pecados e não era liberto. Prova tal que, quando as pessoas pecavam, erravam de alguma maneira, eram punidas de imediato, de maneira física, e de várias maneiras, com chicotadas, apedrejamentos, morte e até com multa, isso variava de pecado a pecado, porque não havia a libertação, o perdão. “Nesses sacrifícios, porém, cada ano se faz comemoração dos pecados, porque é impossível que o sangue dos touros e dos bodes tire os pecados.” (Hebreus 10:3-4). Na verdade, anualmente eram feitas reuniões, festas para comemorar o pecado, uma vez que, apesar de todos os sacrifícios e rituais praticados, os pecados continuavam, e nada que os sacerdotes fizessem poderia livrar as pessoas dos pecados, e não livravam nem mesmo os próprios sacerdotes. A bem da verdade, devemos ter conhecimento de que não seria possível o sangue de qualquer animal livrar as pessoas dos pecados, mas então o porquê dessa prática? Bom, principalmente, para mostrar, para que tomassem conhecimento de que o pecado trazia a morte, e o derramamento do sangue é vida, e também apontava para a vinda do nosso Salvador, que viria derramar o seu precioso Sangue por nós. “Por isso, entrando no mundo, diz: Sacrifício e oferta não quiseste, mas corpo me preparaste; Holocaustos e oblações pelo pecado não te agradaram.” (Hebreus 10:5-6), Assim, Jesus entrando, vindo ao mundo em forma de homem, de um ser humano normal, afirma que sacrifício Deus não queria. Mesmo porque o Senhor não pede e não aceita sacrifício nosso, o único sacrifício que Ele pediu, exigiu foi o de Jesus, seu Filho amado, que com o derramamento do seu Sangue nos comprou de volta para o Senhor. Por isto, quando vemos pregadores espertalhões ficarem pedindo sacrifício do povo, sabemos que são simplesmente aproveitadores e exploradores da fé alheia, e as pessoas participam exatamente por desconhecimento bíblico, por não meditarem na Palavra de Deus, porque, se lessem, não seriam enganadas por esses que não estão a serviço do Reino, mas a serviço do adversário da nossa alma. Essas pessoas que participam com os seus gestos ofendem o Senhor, pois se transformam em um ser corrupto, portanto, é claro que elas irão padecer por toda a eternidade se não abrirem os olhos e abandonarem essas práticas erradas. “Então disse: Eis aqui venho(No princípio do livro está escrito de mim), Para fazer, ó Deus, a tua vontade. Como acima diz: Sacrifício e oferta, e holocaustos e oblações pelo pecado não quiseste, nem te agradaram (os quais se oferecem segundo a lei).” (Hebreus 10:7-8). Jesus veio, se ofereceu e cumpriu a vontade do Pai, porque há muito o Senhor já tinha determinado que Ele viria para nos salvar, ou salvar os que queriam ser salvos. Os profetas falaram a respeito de Jesus, e o próprio Moisés também, mas alguns religiosos preferem ignorar a Palavra de Deus e teimam em seguir de acordo com a vontade deles. “Então disse: Eis aqui venho, para fazer, ó Deus, a tua vontade. Tira o primeiro, para estabelecer o segundo. Na qual vontade temos sido santificados pela oblação do corpo de Jesus Cristo, feita uma vez.” (Hebreus 10:9-10). Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe. Um abraço, Pr. Henrique Lino

Se você está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br – O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

©2020 por Ministério Atalaia do Evangelho de Deus.

Siga-nos nas redes sociais!

  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social
  • Instagram