top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

Bem aventurança



“Jesus, pois, vendo as multidões, subiu ao monte; e, tendo se assentado, aproximaram-se os seus discípulos, e Ele se pôs a ensiná-los, dizendo: Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o Reino dos céus. Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados. Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra. Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça porque eles serão fartos. Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia. Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus. Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus. Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino dos céus. Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo mal contra vós por minha causa.” (Mateus 5:1-11)

Nesses versículos vemos quando o Senhor Jesus fala e explica sobre as bem-aventuranças, que muitas vezes são interpretadas de maneira errônea, porque muitos acham que, por exemplo, o fato de ser pobre já os capacitou para o Reino de Deus, assim eles se livram de praticarem a obediência à Palavra de Deus. Assim como os espíritas acham que, por praticarem misericórdia a seu modo, ou seja, fazer alguma espécie de caridade, já os qualifica para o Reino de Deus, outros sempre que vão orar se obrigam a chorar, assim entendem que estão aptos para viverem eternamente ao lado do Senhor. Temos que compreender bem o Evangelho de Jesus, temos que entender as suas palavras para que não sejamos enganados por doutrinas várias, e sempre buscar respostas no Senhor, pois são muitos os que dizem falar no seu Nome (que é Santo para sempre Amém), mas que na verdade falam e ensinam contra Ele. Todos nós poderemos ser bem-aventurados se compreendermos e vivermos na prática do Evangelho de Jesus Cristo, caso contrário, mesmo nos forçando a praticar uma coisinha, um ato qualquer, iremos padecer por toda a eternidade, e isto por não abrirmos as nossas mentes para compreender o Evangelho assim como Ele é.

“Alegrai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram aos profetas que foram antes de vós. Vós sois o sal da terra; mas se o sal se tornar insípido, com que se há de restaurar-lhe o sabor? para nada mais presta, senão para ser lançado fora, e ser pisado pelos homens. Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade situada sobre um monte; nem os que acendem uma candeia a colocam debaixo do alqueire, mas no velador, e assim ilumina a todos que estão na casa. Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras, e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.’ (Mateus 5;12-16). Eu sempre faço questão de lembrar que a perseguição a nós, os que procuram viver o Evangelho de Jesus Cristo, é uma coisa normal e esperada, porque, se quisermos viver para agradar o mundo, não sofreremos perseguições, e também não seremos salvos, uma vez que quem ama o mundo odeia Cristo. Jesus é vida, já o mundo está morto no diabo, portanto, são totalmente incompatíveis, não existe a possibilidade de agradar os dois, se agrada um, desagrada o outro. Se somos cristãos, temos que ser diferentes, temos que fazer a diferença, temos que dar sabor, assim como o sal, porque, se não dermos gosto, se a nossa diferença não aparecer, é porque somos iguais aos do mundo. Se estamos em Cristo, que é Luz, então somos luzes também, e a nossa luz tem que brilhar, e todos têm que ver, mas se a nossa luz estiver apagada, somos trevas igual ao mundo, e então não estamos e nem conhecemos Jesus. O cristão verdadeiro tem que ser diferente, tem que ser visto e conhecido como cristão, não pode fazer parte do mundo, e tem que sofrer discriminações e perseguições. Se você não quer sofrer, é porque o seu Mestre não é Jesus e o seu lugar com certeza não é no Reino de Deus. Temos que entender que somos estrangeiros aqui e só estamos peregrinando, e não passeando ou fixando moradia aqui. “Não penseis que vim destruir a lei ou os profetas; não vim destruir, mas cumprir. Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, de modo nenhum passará da lei um só jota ou um só til, até que tudo seja cumprido. Qualquer, pois, que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no Reino dos Céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no Reino dos Céus. Pois eu vos digo que, se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no Reino dos Céus.” (Mateus 5:17-20).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page