top of page
  • Foto do escritorPr. Henrique Lino da Silva

As bem-aventuranças de Jesus



“Jesus, pois, vendo as multidões, subiu ao monte; e, tendo se assentado, aproximaram-se os seus discípulos, e Ele se pôs a ensiná-los, dizendo: Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o Reino dos céus. Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados. Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra. Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça porque eles serão fartos. Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia. Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus. Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus. Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino dos céus. Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo mal contra vós por minha causa. Alegrai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram aos profetas que foram antes de vós.” (Mateus 5:1-12)

Esses versículos são conhecidos como as bem-aventuranças de Jesus, mas para nós são um grande ensinamento, e acabam indo contra o que a maioria dos pregadores ensina, pois eles falam do resultado, mas não explicam, não ensinam que, para obter o resultado, é necessário obediência. Vejam que o Senhor está dizendo que, quando somos perseguidos, quando sofremos, passamos por dificuldades por viver, praticar, ensinar o Evangelho, é que somos bem-aventurados, felizardos. Vejam que Jesus explica que serão felizardos, que herdarão o Reino de Deus os que choram, os que são perseguidos ou que buscam a justiça e não a encontram, os que praticam a misericórdia, os mansos, os que são de paz, os limpos de coração, pessoas que não têm maldade no coração, os que vivem na paz, buscam a paz e levam a paz a toda parte, os que são perseguidos, os que são acusados falsamente, isto tudo por causa do Nome de Jesus. Esses sim que herdarão o Reino, esses sim que são felizardos e receberão o galardão do Senhor. Mas o que vemos e ouvimos são pregadores distorcerem tudo e ensinarem que as pessoas, de uma forma geral, são felizardas e que herdarão o Reino. Com esse ensino errado, estão conduzindo muitos à morte eterna, ao inferno, pois é o discurso de fazer os porcos se sentirem confortáveis em sua lama.

“Vós sois o sal da terra; mas se o sal se tornar insípido, com que se há de restaurar-lhe o sabor? para nada mais presta, senão para ser lançado fora, e ser pisado pelos homens. Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade situada sobre um monte; nem os que acendem uma candeia a colocam debaixo do alqueire, mas no velador, e assim ilumina a todos que estão na casa. Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras, e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus” (Mateus 5:13-16). Observem que Jesus continua nos ensinando e mostrando que temos que ser diferentes do mundo, que não podemos nos igualar às pessoas que são do mundo, que são profanas. Temos que agir de maneira totalmente oposta aos demais, isto porque, enquanto todos buscam o conforto, luxo aqui, buscam viver felizes aqui, nós devemos buscar seguir Jesus, seguir Cristo que nos chamou. Temos que pegar as nossas cruzes e segui-lo, sermos imitadores Dele. Portanto, não buscamos prazeres aqui, e discordamos frontalmente do que a maioria busca. Por esse motivo somos perseguidos e acusados, mas glorificamos o Nome do Senhor, por estarmos sofrendo por causa do seu Nome. Assim como a função do sal é salgar, dar gosto, e não tem como as pessoas ignorarem o sal, não o perceberem no alimento, ou onde está claro, onde existe luz, está iluminado, também todos devem perceber a nossa diferença, mas, se somos iguais a todos do mundo, é porque somos do mundo. Ser cristão é declarar guerra ao mundo, isto não quer dizer ferir as pessoas, mas vivermos de maneira contrária ao que o mundo aprova, e mesmo estando aqui, seguir as leis do Reino, praticar a nossa Carta Magna, que é o Evangelho de Jesus Cristo. Se formos realmente cristãos, não temos necessidade de gritar isso ao mundo, ou de falar isso para as pessoas. Somente a nossa maneira de ser, de viver já será a nossa identidade cristã, e todos saberão e conhecerão que não pertencemos a este mundo. Se sabemos que aqui não é a nossa casa, nosso lar, se temos conhecimento de que estamos aqui só de passagem, somos peregrinos, então que o façamos de maneira correta para recebermos o galardão do Senhor. “Não penseis que vim destruir a lei ou os profetas; não vim destruir, mas cumprir. Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, de modo nenhum passará da lei um só jota ou um só til, até que tudo seja cumprido. Qualquer, pois, que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no Reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no Reino dos céus.” (Mateus 5:17-19).

Leiam e pratiquem a Bíblia, mais especificamente o Novo Testamento. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino


43 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page