Artigos


  • Novo telefone 4020-9729

    Não é necessário acrescentar DDD para ligações nacionais à distância

  • Envie Seu Testemunho

    Envie seu testemunho para ser colocado em nosso portal, com certeza irá edificar muitas vidas.

  • Pr. Henrique Lino Ao Vivo

    Mensagens fé e ousadia de segunda à sexta às 07h da manhã. Clique aqui!

  • Casamento

    Deus tem compromisso com o casamento, busque ajuda!

  • Cadastre e Receba nossas Mensagens

    Fique por dentro de tudo que acontece no meio cristão e ainda receba estudos, palavras e muito mais todos os dias gratuitamente em seu e-mail.

  • Pergunte ao Pastor

    Esclareça suas dúvidas, deixe sua pergunta para o pastor

  • Comentários: 1
  • 04 January 2018 03:22
  • em Mensagem do Dia
  • por portal
  • Visitas: 167
  • Última modificação: -/-
  • (Classificação atual 0.0/5 Estrelas) Total de votos: 0

JESUS FALOU AO PAI

0 0
"Jesus falou assim e, levantando seus olhos ao céu, e disse: Pai, é chegada a hora; glorifica a teu Filho, para que também o teu Filho te glorifique a ti; Assim como lhe deste Poder sobre toda a carne, para que dê a vida eterna a todos quantos lhe deste." (João 17:1-2)

 

         Jesus orou inúmeras vezes, orou por si mesmo, orou pelos discípulos, orou por todos nós. Oração sabemos que é um pedido, um clamor, uma solicitação, assim como um agradecimento, um diálogo, uma conversa franca e aberta entre Pai e Filho. Inúmeras vezes vimos Jesus se retirar para lugares desertos, solitário, para ficar a sós com o Pai. Subia a montes para orar, não porque os montes ficam mais próximos do Senhor, mas porque precisava de privacidade, e, como sabemos, onde Ele estava sempre havia uma multidão o acompanhando por vários motivos. Vemos que em uma das suas últimas orações, no jardim do Getsêmani, Ele convidou três dos seus discípulos para orarem com Ele, mas não os levou exatamente onde Ele ficava, deixou-os a uma certa distância, enquanto Ele sozinho foi adiante e ali conversou e clamou ao Pai para que, se possível, passasse o cálice, mas que fosse não segundo a sua vontade, mas a do Pai. As pessoas falam muito em oração, mas a maioria não sabe exatamente o que é. Vemos, por exemplo, os católicos, que acham que por ficarem repetindo inúmeras vezes o Pai Nosso estão orando, ou uma Ave Maria, quem sabe Salve Rainha, ou os crentes que ficam diante de Deus fazendo pedidos e mais pedidos, sempre repetindo as mesmas coisas. Isso não é oração, porque, como já dissemos, oração é um momento de intimidade, quando nos dirigimos ao nosso Pai e expomos aquilo que já é do seu conhecimento. É um diálogo, em que falamos, mas também ouvimos. Observamos nessa oração que Jesus fala com o Pai sabendo que o Pai tem conhecimento de tudo o que Ele fez e faz um pedido com base no que vai acontecer, que também já é do conhecimento do Pai. Fala com o Pai que o glorifiquem como já antes tinha determinado, porque Ele cumpriu a missão, então reivindica o direito de todos poderem ser salvos Nele. "E a vida eterna é esta: que te conheçam, a ti só, por único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste. Eu glorifiquei-te na terra, tendo consumado a obra que me deste a fazer." (João 17:3-4) Jesus lembra que a vida eterna proposta pelo Pai através Dele é que conheçam Deus Pai como o único Deus verdadeiro, e a Ele como seu Filho, que foi enviado para salvar a todos. Vemos que a salvação é crer, viver, acreditar em Jesus, no seu Evangelho, e quem acredita teme, obedece, pois somente assim obterá a vida eterna Nele.

 "E agora glorifica-me tu, ó Pai, junto de ti mesmo, com aquela glória que tinha contigo antes que o mundo existisse. Manifestei o teu Nome aos homens que do mundo me deste; eram teus, e tu mos deste, e guardaram a tua Palavra. Agora já têm conhecido que tudo quanto me deste provém de ti; porque lhes dei as palavras que tu me deste; e eles as receberam, e têm verdadeiramente conhecido que saí de ti, e creram que me enviaste." (João 17:5-8). Jesus antes estava orando, falando ao Pai sobre Ele; agora ora pelos seus discípulos, e temos que saber, ou melhor, compreender que os discípulos Dele não eram somente aqueles doze, mas todos os que viriam e virão, os que o seguem, os que praticam os seus ensinamentos, os que lhe são obedientes, uma vez que Ele está Vivo e continua nos falando, protegendo, orando, intercedendo junto ao Pai, mas continua exigindo que pratiquemos os seus ensinamentos, as suas ordens. Jesus pede que o Pai o glorifique com a Glória que já tinha antes da fundação do mundo, ou seja, a Glória eterna do Pai. Nesse diálogo, Ele fala com Deus que tinha cumprido a sua missão, pois tinha revelado, mostrado o Poder de Deus, tinha revelado o seu Nome, e os que estavam com Ele, os que viriam, que são os que Deus lhe deu, tinham ouvido, aprendido, conhecido, e respeitaram, guardaram, obedeceram a sua Palavra. Devemos saber que os que são obedientes à Palavra de Deus, os que realmente amam o Senhor e demonstram isso com obediência, não fazem isso porque querem, mas porque foram enviados por Deus. Prova tal que Jesus fala que não fomos nós que o escolhemos, mas que Ele nos escolheu, nos chamou, nomeou e nos enviou para darmos frutos, e que os nossos frutos permaneçam. Somente os que foram enviados por Deus, chamados por Jesus é que creem Nele e sabem que Ele é o Filho de Deus, e o respeitam e o temem. São os que obedecem em tudo a seu Evangelho, e todo o resto é somente religioso. Os que são chamados temem, têm medo de errar, de pecar, de desobedecer, e procuram em tudo agradar ao Pai e ficam orando pedindo isto e aquilo, mas pedem do Pai em sua vida, e agradecem por tudo, pois são gratos por tudo o que o Senhor já fez em sua vida. "Eu rogo por eles; não rogo pelo mundo, mas por aqueles que me deste, porque são teus." (João 17:9). Jesus agora ora, roga, intercede pelos seus discípulos, pelos seus seguidores, pelos praticantes da sua Palavra, pelos que o amam e demonstram isto pela obediência. Ele deixa bem claro que não está orando, intercedendo por todos, não está orando pelos que estão no mundo vivendo de acordo com seu bel-prazer. Essa oração que Jesus fez, essa intercessão é pelos obedientes a sua palavra, por esse motivo devemos saber que sem obediência a Ele não temos a sua intercessão. "E todas as minhas coisas são tuas, e as tuas coisas são minhas; e neles sou glorificado. E eu já não estou mais no mundo, mas eles estão no mundo, e eu vou para ti. Pai Santo, guarda em teu Nome aqueles que me deste, para que sejam um, assim como nós. Estando eu com eles no mundo, guardava-os em teu Nome. Tenho guardado aqueles que tu me deste, e nenhum deles se perdeu, senão o filho da perdição, para que a Escritura se cumprisse. Mas agora vou para ti, e digo isto no mundo, para que tenham a minha alegria completa em si mesmos. Dei-lhes a tua Palavra, e o mundo os odiou, porque não são do mundo, assim como eu não sou do mundo. Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal. Não são do mundo, como eu do mundo não sou. Santifica-os na tua verdade; a tua Palavra é a Verdade. Assim como tu me enviaste ao mundo, também eu os enviei ao mundo. E por eles me santifico a mim mesmo, para que também eles sejam santificados na Verdade. E não rogo somente por estes, mas também por aqueles que pela tua Palavra hão de crer em mim; Para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu em ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste. E eu dei-lhes a glória que a mim me deste, para que sejam um, como nós somos um. Eu neles, e tu em mim, para que eles sejam perfeitos em unidade, e para que o mundo conheça que tu me enviaste a mim, e que os tens amado a eles como me tens amado a mim. Pai, aqueles que me deste quero que, onde eu estiver, também eles estejam comigo, para que vejam a minha glória que me deste; porque tu me amaste antes da fundação do mundo. Pai justo, o mundo não te conheceu; mas eu te conheci, e estes conheceram que tu me enviaste a mim. E eu lhes fiz conhecer o teu Nome, e lho farei conhecer mais, para que o amor com que me tens amado esteja neles, e eu neles esteja." (João 17:10-26).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

Um abraço,

Pr. Henrique Lino

Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 
Compartilhar
  • Twitter
  • del.icio.us
  • Digg
  • Facebook
  • Technorati
  • Reddit
  • Yahoo Buzz
  • StumbleUpon

Este post tem 1 Comentários

Deixe uma resposta

Nome:: Campo obrigatório.
Endereço de e-mail: Campo obrigatório. Não é visível
Website::
Código Captcha:: Campo obrigatório.
Comentário: Campo obrigatório.

CONTATOS MINISTERIAL


Telefone (Ligação Local):
4020-9729

Whatsapp 32-984259375

LIGAR SOMENTE DE FIXO  0800 042 0257 

Correspondências:
Caixa Postal 1041 - CEP 32001-970 - Contagem-MG