Artigos


  • Novo telefone 4020-9729

    Não é necessário acrescentar DDD para ligações nacionais à distância

  • Envie Seu Testemunho

    Envie seu testemunho para ser colocado em nosso portal, com certeza irá edificar muitas vidas.

  • Pr. Henrique Lino Ao Vivo

    Mensagens fé e ousadia de segunda à sexta às 07h da manhã. Clique aqui!

  • Casamento

    Deus tem compromisso com o casamento, busque ajuda!

  • Cadastre e Receba nossas Mensagens

    Fique por dentro de tudo que acontece no meio cristão e ainda receba estudos, palavras e muito mais todos os dias gratuitamente em seu e-mail.

  • Pergunte ao Pastor

    Esclareça suas dúvidas, deixe sua pergunta para o pastor

  • Comentários: 1
  • 20 September 2018 04:07
  • em Mensagem do Dia
  • por portal
  • Visitas: 35
  • Última modificação: 20 September 2018 04:14
  • (Classificação atual 0.0/5 Estrelas) Total de votos: 0

E COMO PESCAR

0 0
"Depois disto manifestou-se Jesus outra vez aos discípulos junto do mar de Tiberíades; e manifestou-se assim: Estavam juntos Simão Pedro, e Tomé, chamado Dídimo, e Natanael, que era de Caná da Galiléia, os filhos de Zebedeu, e outros dois dos seus discípulos.” (João 21:1-2)
 
         Jesus, após a sua morte na cruz do Calvário, ressuscitou e apareceu treze vezes em um espaço de quarenta dias para várias pessoas. Em uma dessas vezes apareceu para mais de quinhentas pessoas, tudo para mostrar, comprovar, deixar testemunhas de que Ele estava Vivo, que tinha ressuscitado em um corpo glorificado. Na maioria das vezes em que Jesus apareceu, Ele se alimentou com as pessoas, para mostrar-lhes que não era um fantasma, e sim Ele no corpo glorificado, pois todos sabem que fantasma não pode comer nada ou fazer qualquer coisa. Nas vezes em que Jesus apareceu aos seus discípulos, Ele passou-lhes ensinamentos, exortou, admoestou e consolou, além de reafirmar a Promessa de Salvação. Aqui neste relato, depois de Ele já ter falecido e ressuscitado, os discípulos encabeçados por Pedro resolveram ir pescar, talvez até com a intenção de se distrair um pouco, pois estavam tristes com a morte do Senhor. Alguns dos discípulos se juntaram a Pedro e foram pescar – sabemos que Pedro era pescador por profissão. "Disse-lhes Simão Pedro: Vou pescar. Dizem-lhe eles: Também nós vamos contigo. Foram, e subiram logo para o barco, e naquela noite nada apanharam.” (João 21:3). Assim como em uma outra situação, eles passaram a noite no barco tentando pescar algo e nada conseguiram – com certeza, além de tristes, estavam também frustrados, pois não conseguiram pescar nada. Pedro, como um pescador experiente, sabia que isso podia acontecer, uma vez que ele já tinha passado por essa situação várias outras vezes. Mas a tristezas deles era exatamente pela falta do Senhor, pois estavam acostumados a ter a companhia de Jesus, afinal, durante três anos estiveram sempre juntos. Temos que entender, ou melhor, compreender a situação dos discípulos, porque eles, como qualquer ser humano, estavam tristes, porque Jesus tinha partido. Sabiam que Ele estava Vivo, mas não estava vivendo mais com eles fisicamente, e isso era motivo de tristeza, e o Senhor ainda não tinha lhes dado mandamentos. Jesus só os enviou para pregar depois que eles receberam o Espírito Santo, e antes ainda tinha determinado que eles ficassem em Jerusalém até receberem o revestimento.
                 "E, sendo já manhã, Jesus se apresentou na praia, mas os discípulos não conheceram que era Jesus. Disse-lhes, pois, Jesus: Filhos, tendes alguma coisa de comer? Responderam-lhe: Não.” (João 21:4-5). Quando os discípulos estão retornando da pescaria, se deparam com uma pessoa, um homem na praia, mas eles não reconheceram que era Jesus Cristo. Gostaria de aqui fazer um comentário que poucos fazem: Jesus se deixava conhecer a hora que queria e para quem queria, vemos isso várias vezes, por exemplo, quando tentaram pegá-lo no templo e atirá-lo de uma ribanceira e Ele simplesmente escapou entre eles. Também em outras situações, o que foi uma das razões de Judas Iscariotes ter que beijá-lo para que fosse identificado; e depois de ressurreto, quando andou e conversou com dois discípulos que iam para o povoado de Emaús, que não o reconheceram. Agora aqui eles o viram, mas não sabiam que era o Mestre, mesmo Ele perguntando se eles tinham alguma coisa para comer. Os discípulos se aproximam de manhã da praia, com fome, frustrados e sem terem comido nem mesmo o desjejum. Veremos que o Senhor providencia tudo para eles, principalmente lhes dá uma missão para cumprir. "E Ele lhes disse: Lançai a rede para o lado direito do barco, e achareis. Lançaram-na, pois, e já não a podiam tirar, pela multidão dos peixes. Então aquele discípulo, a quem Jesus amava, disse a Pedro: É o Senhor. E, quando Simão Pedro ouviu que era o Senhor, cingiu-se com a túnica (porque estava nu) e lançou-se ao mar.” (João 21:6-7). Quando os discípulos dizem que não têm nada para comer, Jesus lhes manda lançar as redes à direita do barco, e, quando assim fazem, obedecem à ordem, as redes se enchem de peixes. É quando o discípulo amado e autor deste Evangelho percebe que é Jesus. Vimos que eles reconheceram Jesus aqui não pela fisionomia, mas pelo milagre, porque, na mesma hora, onde não existiam peixes, as redes se encheram a tal ponto que estava difícil de tirá-las da água por causa da quantidade de peixes. Quando Pedro ouviu João dizer, afirmar que era Jesus, ele imediatamente pulou nas águas. Isso mostra o temor, o respeito legítimo, porque ele estava com uma espécie de calção típico da época, pois, além de ser muito quente a região, como estava pescando e tinha que entrar nas águas até para liberar a rede, assim ficava mais confortável. Aqui vimos o seu respeito e reverência ao Senhor, pois ele pulou nas águas para se vestir e poder se apresentar ao Senhor vestido dignamente. Fico imaginando hoje as pessoas que vão a templos de bonés, sandálias, de bermudas, de qualquer maneira, o que demonstra que não têm temor e nem respeito pelo Senhor. "E os outros discípulos foram com o barco (porque não estavam distantes da terra senão quase duzentos côvados), levando a rede cheia de peixes. Logo que desceram para terra, viram ali brasas, e um peixe posto em cima, e pão.” (João 21:8-9). Quando os discípulos chegam a terra, percebem que Jesus já tinha providenciado o desjejum, assim como Ele sempre faz conosco, porque constantemente está cuidando da nossa sobrevivência. Jesus é quem nos alimenta e nos dá missão, além de nos exortar. O cuidado do Senhor é real, o seu Maná é real, basta abrir os nossos olhos espirituais, para percebermos. "Disse-lhes Jesus: Trazei dos peixes que agora apanhastes. Simão Pedro subiu e puxou a rede para terra, cheia de cento e cinquenta e três grandes peixes e, sendo tantos, não se rompeu a rede. Disse-lhes Jesus: Vinde, comei. E nenhum dos discípulos ousava perguntar-lhe: Quem és tu? sabendo que era o Senhor. Chegou, pois, Jesus, e tomou o pão, e deu-lhes e, semelhantemente o peixe. E já era a terceira vez que Jesus se manifestava aos seus discípulos, depois de ter ressuscitado dentre os mortos.”(João 21:10-14).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique, Lino

Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 
Compartilhar
  • Twitter
  • del.icio.us
  • Digg
  • Facebook
  • Technorati
  • Reddit
  • Yahoo Buzz
  • StumbleUpon

Este post tem 1 Comentários

Deixe uma resposta

Nome:: Campo obrigatório.
Endereço de e-mail: Campo obrigatório. Não é visível
Website::
Código Captcha:: Campo obrigatório.
Comentário: Campo obrigatório.

CONTATOS MINISTERIAL


Telefone (Ligação Local):
4020-9729

Whatsapp 32-984259375

LIGAR SOMENTE DE FIXO  0800 042 0257 

Correspondências:
Caixa Postal 1041 - CEP 32001-970 - Contagem-MG